Conheça a história de 10 tumbas encontradas intactas

Atualizado: Jun 22

1. Tumba de Tutancâmon, Egito

Século 14 a.C. - Descoberta em 1922

Encontrada no Vale dos Reis de Tebas pelo americano Howard Carter, o túmulo do jovem faraó Tutancâmon fascinou o mundo. Dentro de quatro câmaras subterrâneas, além dos sarcófagos que guardavam sua múmia, centenas de artefatos se destacavam pela riqueza e pela preservação. Entre eles, um trono, uma carruagem, armas, joias e a famosa máscara mortuária dourada. Descobertas recentes levam os arqueólogos a acreditar que por trás de suas paredes possam existir outras duas câmaras ocultas. Há a hipótese de que nelas teria sido enterrada a lendária Nefertiti.

Crédito: Getty Images.

2. Mausoléu do Imperador Qin, China

Século 3 a.C. - Descoberto em 1974

O mausoléu de Qin Shi Haungdi, o primeiro imperador que unificou a china e iniciou a construção da muralha, é conhecido pelo exército de mais de 8 000 soldados esculpidos em terracota. A tumba foi encontrada em Xi'an, região central do país, por camponeses que perfuravam poços de água. Sua construção teria sido ordenada pelo próprio imperador e contado com o trabalho de milhares de homens. A necrópole é tão grande que boa parte ainda não foi escavada.

Exército de terracota, Xian. Crédito: Eduardo Jun Marubayshi.

3. Tumbas reais do Senhor de Sipán, Peru

Século 3 d.C. - Descobertas em 1987

Ao investigar saqueadores de relíquias, o peruano Walter Alva encontrou a tumba do Senhor de Sipán, um governante mochica, descoberta em uma grande plataforma de adobe. A cultura peruana mochica se destacou pela produção de cerâmica realista e metalurgia refinada de ouro e prata. Junto ao Senhor de Sipán foram encontrados 600 artefatos, entre ornamentos de ouro e cerâmicas, e outros oito corpos, duas lhamas e um cachorro. Restaurados na Alemanha, os artefatos estão em um museu especialmente construído para abrigá-las na cidade de Lambayeque.

Reconstrução facial forense do Senhor de Sipán.

4. Tumbas reais de Micenas, Grécia

16 a.C. - Descobertas em 1876

O alemão Heinrich Shiliemann, obcecado pela Ilíada e a Odisseia, de Homero, foi à Grécia e à Turquia atrás de vestígios das obras. Achou as ruínas que seriam das míticas Troia e Micenas. Nesta encontrou túmulos circulares enormes dos antigos governantes da cidade. Em um deles, cinco copos continham máscara supostamente de Agamenon e outros objetos de Micenas estão no Museu Arqueológico Nacional de Atenas.


5. Barco funerário de Sutton Hoo, Inglaterra

Séculos 6 e 7 d.C. - Descoberto em 1939

A descoberta de um barco funerário em Sutton Hoo, costa leste da Inglaterra, revelou um tesouro da época do período posterior à saída dos romanos, entre os séculos 5 e 10 d.C. O achado revela detalhes da Alta Idade Média na Inglaterra. O funeral deve ter sido de uma figura proeminente do reino. Entre os objetos encontrados estão um capacete, um escudo, adereços, como uma fivela de ouro e broches, e louças. A maioria das peças está exposta no Museu Britânico de Londres.

Elmo cerimonial de ferro com detalhes em ouro, uma das principais peças encontradas em Sutton Hoo.

6. Tumbas reais de Ur, Iraque

Século 26 a.C. - Descobertas em 1928

Foi escavada em Ur uma série de tumbas reais que revelaram ao mundo alguns dos mais espetaculares artefatos arqueológicos, boa parte de ouro e pedras preciosas. Entre as relíquias estão o famoso estandarte de Ur - que acredita-se ser uma caixa de som; uma rica diadema; e uma lira adornada com a imagem de um boi barbudo. Em uma das mais impressionantes tumbas, a rainha possuía roupas luxuosas e estava acompanhada por outros 74 corpos. As escavações foram realizadas pelo inglês Leonard Woolley e muitos dos artefatos se encontraram no Museu Britânico de Londres.


7. Tumba 43 de Varna, Bulgária

4500 a.C. - Descoberta em 1972

Necrópole da Idade do Cobre encontrada na cidade búlgara da Varna, no Mar Negro, revelou, entre quase 300 enterros, uma riquíssima tumba, provavelmente de um chefe local. A nomeada Tumba 43 continha 990 objetos de ouro. Essas seriam algumas das mais antigas peças trabalhadas do metal precioso já descobertas. Entre os artefatos estão braceletes, colares, amuletos, cetros e até um falo. O túmulo também revelou armas e ferramentas de cobre, cerâmicas e belas conchas marinhas.


8. Tumba de Pakal em Palenque, México

Século 7 d.C. - Descoberta em 1952

Por mais de mil anos a tumba de Pakal esteve escondida abaixo do chamado templo das inscrições. Foi o arqueólogo Alberto Ruz Lhuillier que, após descobrir um túnel e retirar toneladas de escombros do caminho, chegou a uma ampla câmara mortuária que continha um enorme sarcófago de pedra decorado com inscrições. Junto ao túmulo, além de uma série de objetos, os mais impressionantes de jade, como a máscara mortuária, estavam outros seis corpos, que se acredita serem de pessoas sacrificadas. Atualmente os achados estão no Museu do México, na capital do país.


9. Mausóleu de Felipe II, Grécia

Século 4 a.C. - Descoberto em 1977

Felipe II, pai de Alexandre Magno, foi enterrado em uma necrópole próxima da atual cidade de Vérgina, no norte da Grécia. o grande mausoléu de mais de 100 metros de largura por 12 de altura contém outros três túmulos. Os retos mortais incinerados do monarca se encontravam dentro de uma pequena caixa de ouro, decorada com um desenho de um sol, simbolo dos reis da Macedônia. Uma coroa de ouro representando folhas e flores cobria a caixa. Entre outros objetos, havia vasos de prata e bronze, armas e armaduras e objetos de marfim.


10. Senhora do Cao, Peru

Século 4 d.C. - Descoberta em 2004

Três plataformas de adobe forma o sítio arqueológico de El Brujo, na costa norte do Peru. Uma das estruturas, a Huaca Cao Viejo, escondida a tumba intacta de uma governante mochica. A chamada Senhora do Cao revelou um dos maiores tesouros arqueológicos do país. Chama a atenção no corpo sua pele tatuada. Além de objetos de ouro e cobre, havia importantes símbolos de poder, como cetros e coroas. O mais significativo foi mostrar indícios de que as mulheres também governavam na sociedade mochica. O moderno museu El Brujo exibe o corpo da governante e seus tesouros.

Réplica do rosto da Senhora do Cao, feito a partir de tecnologia 3D e a arqueologia forense.

0 visualização

Todas as imagens de livros, filmes, séries, jogos,  ou qualquer criações visual autoral são de seus respectivos proprietários.

Copyright Máquina dos Tempos. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do maquinadostempos.com. Para reproduzir qualquer conteúdo, entre em contato conosco: maquinadostempos@hotmail.com

O Máquina dos Tempos traz para você as histórias que moldaram o mundo através dos tempos. Com compromisso ético e científico, pretendemos fazer a análise e o debate histórico algo divertido e de amplo alcance. Por meio de um canal livre e aberto, entre diversos historiadores e historiadoras do Brasil.

Receba nossas atualizações

Preencha o formulário com seu e-mail e nome e receba e seja notificado sempre que o Máquina dos Tempos lançar novos conteúdos.

SIGA-NOS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
Logo - Máquina dos Tempos
Logo - Máquina dos Tempos