Alguns dos 10 piores desastres ecológicos do último século

Atualizado: Jun 22

Não é coincidência: as piores catástrofes ecológicas aconteceram nos últimos cem anos - quando o homem acelerou o ritmo de seu desenvolvimento econômico e tecnológico.

Povoado de Bento Rodrigues, em Mariana (MG). Local de um dos maiores desastres da História do Brasil.

1. O Grande Nevoeiro de Londres (1952)

No inverno de 1952, uma frente fria na capital britânica fez com que as pessoas queimassem mais carvão que o usual. A fumaça negra gerada, combinada com os poluentes expelidos pelas fábricas e pelos automóveis, cobriu a cidade por cinco dias, e ficou ainda mais espessa pelo fenômeno da inversão térmica. Estima-se que o nevoeiro tenha causado 12 mil mortes prematuras nos meses seguintes, motivando as primeiras regulamentações sobre poluição do ar.


2. Nuvem tóxica em Seveso (1971)

Até hoje não se conhecem as causas da reação química que cobriu com uma nuvem branca a cidade de Seveso, na Itália. A explosão nos tanques da indústria química Icmesa espalhou gases tóxicos por toda a região, chegando a Milão. 30 quilômetros ao sul. Três mil animais morreram e outros 70 mil foram sacrificados para evitar contaminação. Foram atingidas 40 mil pessoas, centenas delas hospitalizadas com lesões na pele e nas vias respiratórias.


3. Radiação em Fukushima (2011)

Após um forte terremoto na costa do Japão, a usina nuclear de Fukushima foi atingida por um tsunami. Com o impacto, três reatores derreteram, liberando quantidades significativas de material radioativo na atmosfera. 300 mil pessoas foram evacuadas da região; no longo prazo, estima-se que fatalidades relacionadas ao acidente podem chegar a 10 mil. Em 2014, a usina confirmou o vazamento de toneladas de água contaminada no Oceano Pacífico.


4. A destruição do Mar de Aral (1960)

Projetos de irrigação lançados pelo governo soviético desviaram os rios que alimentavam o então quarto maior lago do mundo. Com isso, desde 1960 o Aral perdeu 90% da sua superfície e 80% das espécies que abrigava. A floresta que cercava suas margens acabou e o solo, contaminado por sal e pesticidas, está em processo avançado de desertificação. Os agrotóxicos, concentrados, atingiram os lençóis freáticos, aumentando a incidência de doenças na região.


5. Vazamento de petróleo no Golfo do México (2010)

Em abril de 2010, a plataforma americana Deepwater Horizon perfurava um poço exploratório quando atingiu uma camada de metano que entrou em combustão. Com a explosão e o subsequente afundamento da plataforma, 11 funcionarios morreram e 785 milhões de litros de petróleo foram lançados ao mar. O poço perfurado vazou óleo por mais 87 dias - espalhando uma mancha negra por 1500 quilômetros no litoral norte-americano e causando danos ao ecossistema local.


6. O desastre de Bophal (1984)

Meia-noite, 3 de dezembro de 1984, 45 toneladas de gases tóxicos vazaram da fábrica de pesticidas Union Carbide, em Bophal, na Índia. Entre 3 mil e 4 mil pessoas morreram imediatamente; outras 20 mil faleceram por falta de tratamento apropriado nos meses seguintes. No total, cerca de 500 mil pessoas foram expostas aos gases, e 150 mil lidam até hoje com problemas de saúde. A população ainda protesta pelas descontaminação do solo e das águas subterrâneas.


7. Doença de Minamata (1956)

Paralisias, convulsões e desmaios seguidos de morte atingiam misteriosamente a população do povoado de Minamata, no sul do Japão. Em 1959, descobriu-se que a epidemia tratava-se na verdade de envenenamento por mercúrio: desde 1930, a indústria química Chisso ejetava o metal na baía, contaminando água, peixes e frutos do mar. Além dos milhares de animais afetados, mais de 3 mil pessoas adoeceram e muitas sofreram por anos com os sintomas até morrerem.


8. Queima de petróleo no Golfo Pérsico (1991)

Ao fim da Guerra do Golfo, antes de retirar suas tropas do Kuwait, Saddam Hussein mandou homens explodirem as 700 usinas de petróleo do país. As chamas queimaram por sete meses. A fumaça tóxica bloqueou a luz solar; o petróleo infiltrado no solo contaminou 40% da água subterrânea e, no mar, espalhou-se por 600 quilômetros de costa. Ao menos mil pessoas morreram de problemas respiratórios, 25 mil aves e outros milhares de animais foram sufocados.


9. Chernobyl (1986)

O maior acidente nuclear da História liberou 100 vezes mais material radioativo que as bombas de Hiroshima e Nagasaki. Um experimento malsucedido na usina soviética levou a uma explosão que espalhou partículas radioativas pela então União Soviética e Europa. Trinta e uma pessoas morreram, e, entre os efeitos em longo prazo, estão 93 mil mortes por câncer e 70 mil casos de sequelas e deformidades. Noventa e sete por cento da radiação continua na região - hoje totalmente desabitada.


10. A lama de Mariana (2015)

O colapso da barragem de dejetos da mineradora Samarco é recente, mas histórico. O deslizamento de 60 milhões de metros cúbicos de lama devastou completamente rio, mata, várzeas e comunidades nos primeiros 77 quilômetros percorridos. Seiscentas pessoas foram desabrigadas, ao menos 20 morreram e 500 mil tiveram fornecimento de água comprometido. A recuperação do ecossistema na bacia do Rio Doce é até hoje incerta - até 12 espécies de peixes podem ter sido extintas.

15 visualizações

Todas as imagens de livros, filmes, séries, jogos,  ou qualquer criações visual autoral são de seus respectivos proprietários.

Copyright Máquina dos Tempos. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do maquinadostempos.com. Para reproduzir qualquer conteúdo, entre em contato conosco: maquinadostempos@hotmail.com

O Máquina dos Tempos traz para você as histórias que moldaram o mundo através dos tempos. Com compromisso ético e científico, pretendemos fazer a análise e o debate histórico algo divertido e de amplo alcance. Por meio de um canal livre e aberto, entre diversos historiadores e historiadoras do Brasil.

Receba nossas atualizações

Preencha o formulário com seu e-mail e nome e receba e seja notificado sempre que o Máquina dos Tempos lançar novos conteúdos.

SIGA-NOS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
Logo - Máquina dos Tempos
Logo - Máquina dos Tempos