Afinal, a quais "vikings" o novo Assassin's Creed Valhalla está se referindo?

Atualizado: Mai 2

O consultor histórico do novo jogo da Ubisoft responde a pergunta: quando a franquia se refere aos "Vikings", a quem exatamente estão se referindo?


Apesar desse interesse em mesclar história e lenda, o jogo não pode ser considerada uma produção histórica, mas uma obra de ficção com elementos históricos. Sabemos que essa palavra no Ocidente evoca a imagem de brutamontes e saqueadores que destruíram mosteiros em toda a Europa Ocidental, mas, na realidade, é um pouco mais complicado do que isso

Fonte: Ubisoft / Divulgação

Na realidade, nem toda a população escandinava da chamada "Era Viking" (que foi de 800 à 1050) podem ser considerados "Vikings". Por outro lado, eram basicamente camponeses, que nunca saiam das suas terras, e se dedicavam à agricultura, à silvicultura, à caça e à pesca.


Sendo assim, na maioria dos casos, as pessoas viviam em pequenos grupos familiares com várias gerações, e dedicavam-se ao cultivo do centeio, da cevada, do trigo e da aveia. Comiam pão, papas de cereais, queijo fresco e bagas. Bebiam água, leite ou cerveja fraca. Criavam porcos, cabras, gansos, cavalos e vacas. A carne desses animais era salgada ou defumada, para ser conservada para o inverno. Habitavam casas retangulares, onde tinham lugar homens, mulheres, crianças, escravos e animais.


Em compensação, um pequeno grupo dedicava-se ao fabrico de objetos e ao comércio. Os chamados "viquingues" - ou "Vikings" - formam então apenas uma pequena parcela da população que participavam em operações de guerra naval, de pirataria ou de comércio marítimo.


Tal como lemos na declaração de Thierry Noël, historiador responsável pela consultoria do jogo:

Quando dizemos "Vikings", usamos como uma palavra genérica. Sabemos que essa palavra no Ocidente evoca a imagem de brutamontes e saqueadores que destruíram mosteiros em toda a Europa Ocidental, mas, na realidade, é um pouco mais complicado do que isso. O termo "Vikings" na verdade se refere a uma classe de elite da sociedade nórdica. Eles eram um certo grupo de pessoas na cultura nórdica que eram comerciantes, exploradores, excelentes marítimos, colonos e, sim, às vezes invasores e saqueadores.

Leia também:

0 visualização

Todas as imagens de livros, filmes, séries, jogos,  ou qualquer criações visual autoral são de seus respectivos proprietários.

Copyright Máquina dos Tempos. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do maquinadostempos.com. Para reproduzir qualquer conteúdo, entre em contato conosco: maquinadostempos@hotmail.com

O Máquina dos Tempos traz para você as histórias que moldaram o mundo através dos tempos. Com compromisso ético e científico, pretendemos fazer a análise e o debate histórico algo divertido e de amplo alcance. Por meio de um canal livre e aberto, entre diversos historiadores e historiadoras do Brasil.

Receba nossas atualizações

Preencha o formulário com seu e-mail e nome e receba e seja notificado sempre que o Máquina dos Tempos lançar novos conteúdos.

SIGA-NOS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
Logo - Máquina dos Tempos
Logo - Máquina dos Tempos